Dedicado à Pietra Andrade Rodrigues, autora da idéia - 15 de Julho de 2010

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Batman

.
Batman
Produção: 1965 a 1968
Criação: William Dozier
Elenco: Adam West (Bruce Wayne/Batman), Burt Ward (Dick Grayson/Robin), Alan Napier (Alfred Pennyworth), Neil Hamilton (Comissário Gordon), Stafford Repp (Chefe O'Hara), Madge Blake (Tia Harriet) e Yvonne Craig (Barbara Gordon/Batgirl)
Tema: Neal Hefti
Trilha Sonora: Nelson Riddle
Produtora: Greenway Productions/20th Century - Fox
Distribuição no Brasil: Fox Filmes do Brasil
Número de Episódios: 120
Dublagem: Odil Fono Brasil/SP (1ª Temporada), AIC/SP (1ª Temporada [redublagem] e 2ª Temporada), TV Cine-Som/RJ (3ª Temporada) e Peri Filmes Rio de Janeiro (longa-metragem de 1966 feito para os cinemas)
.
O criador de Batman foi o desenhista Bob Kane que - nascido em 1915 - promoveu a estréia do personagem no ano de 1939, através de uma HQ chamada Detective Comics. O herói tinha na época um aspecto sombrio e combatia o crime em Gotham  City, sua cidade natal.
.
 .
.
 O personagem mascarado Batman era na verdade o milionário Bruce Wayne e Robin, seu fiel escudeiro, conhecido como menino prodígio, era seu pupilo Dick Grayson.
.
Não demorou muito para que o cinema demonstrasse interesse nos personagens. Batman e Robin chegaram aos cinemas em 1943 e 1949, em dois seriados realizados pela Columbia Pictures, com quinze episódios cada.
.
Batman 1943
.
O primeiro tinha como título "O Morcego" (Batman). Dirigido por Lambert Hillyer, era estrelado por Lewis Wilson (Bruce Wayne / Batman), Douglas Croft (Dick Grayson / Robin), J. Carrol Naish (Dr. Daka) e William Austin (Alfred).
.

Batman 1943
.
O vilão deste seriado era o Dr. Daka, um espião japonês que transformava seus inimigos em Zumbis ou os servia como alimento para seus crocodilos de estimação.
.
Batman 1949
.
O segundo seriado, de 1949, chamou-se "A Volta do Homem Morcego" (Batman and Robin). Dirigido por Spencer Bennet, era estrelado por Robert Lowery (Bruce Wayne / Batman) John Duncan (Dick Grayson / Robin), Jane Adams (Vicky Vale) e Lyle Talbot (Comissário Gordon).
.

Batman 1949
.
Nesta versão, alguns novidades:
.
1) Os heróis são requisitados pelo Comissário Gordon, da Polícia de Gotham City, a fim de localizarem um aparelho de controle remoto, roubado pelos capangas de um criminoso mascarado conhecido como "O Mago";
.
2) Esta aventura conta com a presença da personagem Vicky Vale, uma jovem fotógrafa;
.
3) Para dificultar a ação dos heróis, o vilão dispõe de um Raio da Morte (na verdade uma arma elétrica que torna invisíveis objetos e pessoas);
.
Ao final dos quinze episódios de ambas as produções, Batman e Robin conseguem atingir seus objetivos. Mas tanto uma como a outra provocaram certa frustração nos leitores das HQs. Primeiro porque os atores escolhidos para viverem Batman (Lewis Wilson e Robert Lowery) tinham porte físico inadequado. Outro ponto bastante criticado foram os trajes, totalmente disformes, cheios de rugas como se estivessem presos por alfinetes, botas folgadas e capas por demais pesadas para as cenas de luta.
.
Batman 1943
.
Batman 1949
.
Outra coisa que desapontou aos fãs das HQs é que em nenhuma das duas produções foram considerados os vilões tradicionais (Coringa, Pinguim e Mulher Gato, por exemplo). Por fim, vale dizer que a segunda produção - "A Volta do Homem Morcego" - deu vida ao Comissário Gordon (Lyle Talbot) mas deixou de fora o fiel mordomo Alfred (que na primeira versão foi interpretado pelo ator William Austin ).
.
Nos anos 60 a Ed Graham Production adquiriu os direitos televisivos para adaptação das histórias em quadrinhos do herói. A ideia era produzir pela Rede CBS uma série para o público juvenil, a ser exibida aos sábados pela manhã. Tais negociações, no entanto, não avançaram e os direitos acabaram chegando às mãos da Greenway Productions.
.
Tal empresa alinhavou então uma parceria com a Twentieth Century Fox Television e ambas se encarregaram se produzir um piloto para a Rede ABC, já que naquela ocasião a emissora estava interessada numa série semanal estrelada por detetives. O projeto chegou às mãos dos produtores William Dozier e Howie Horvitz que, após avaliação, chegaram a conclusão que talvez a melhor forma de mostrar o personagem seria através de elementos de arte pop, em tom de comédia, com muitas cores.
.
Reza a lenda que um dos primeiros roteiristas sondados para montar o piloto foi o escritor e roteirista Eric Ambler, um homem sério por excelência, que desistiu do projeto por não concordar com a abordagem cômica desejada. Com a desistência de Ambler, os produtores procuraram pelo roteirista Lorenzo Semple Jr, considerado na época um grande especialista em comédia.
.
A essa altura, a ABC acreditava ter em mãos uma bomba fadada ao fracasso. O piloto - produzido ainda em 1965 - fora mostrado num lançamento oficial da série para um público teste. O resultado foi tão decepcionante em termos de aceitação, que os produtores pensaram em abandonar de vez o projeto, algo que não foi levado a frente pelo tanto de dinheiro que já haviam gasto.
.
A estréia na TV americana ocorreu em 12 de janeiro de 1966, através do episódio "Hey Diddle Riddle", que apresentou um dos mais conhecidos inimigos de Batman: o Charada. Ao contrário da expectativa reinante, o sucesso foi imediato. O segredo: ninguém tinha visto nada parecido na TV (ousados ângulos de câmera, uniformes coloridos espalhafatosos e uma trilha sonora realmente inovadora).
.
.
Batman virou então um estilo a ser seguido e influenciou diretamente outras séries de sucesso que até então detinham uma abordagem mais séria. As próprias HQs do herói foram modificadas de forma a ficarem parecidas com aquilo que se via na televisão. A partir daí, heróis e vilões passaram ser enquadrados dentro de uma nova visão, dotados de atitudes inovadoras e características peculiares. Com grande senso de humor e comicidade, onde a violência deu lugar para muita imaginação e diversão, o novo Batman agradou a muita gente, mas irritou profundamente a outros fãs do personagem.
.
.
Conta-se que até Bob Kane não teria gostado da abordagem dada para a série, mas preferiu ficar calado, já que o sucesso obtido na televisão fez com que as tiragens das histórias em quadrinhos aumentassem consideravelmente. E o sucesso em solo americano propiciou de forma imediata a venda do programa para outros países.
.
Aqui no Brasil, em Setembro de 1966, a então TV Paulista, canal 5 de São Paulo (que depois seria incorporada Rede Globo), anunciava Batman como "o maior sucesso do momento na TV americana". As chamadas continham cenas do episódio-piloto, com o herói (vivido pelo ator Adam West) subindo pela bat-corda para salvar Molly (a atriz Jill St. John) dentro da Bat-Caverna. Foi com grande ansiedade que muitos aguardaram a estréia, no dia 20 de Setembro de 1966, uma terça-feira, às 20h30.
.
Antes da exibição dos episódios da primeira temporada a TV Paulista exibia um slide do morcego, sob arranjo do tema original composto por Neal Hefti (que acabou não sendo aproveitado na série).
.
Quando Batman estreou em São Paulo, o episódio exibido foi "Congelamento Instantâneo", com o ator George Sanders fazendo o vilão Capitão Gelo. Antes de iniciar a segunda parte, no dia seguinte, a TV Paulista anunciou que iria reprisar a primeira parte, atendendo a milhares de pedidos. Coisas assim marcavam muito os telespectadores da época.
.
.
Um fato curioso, que provavelmente poucos fãs do Homem-Morcego se recordam, ou tem conhecimento, é que a atual dublagem da primeira temporada da série, gravada pelo estúdio paulistano AIC, é uma redublagem. Isso porque uma primeira versão foi feita pelo estúdio Odil Fono Brasil, também de São Paulo, empresa essa de propriedade do Sr. Ademar de Barros, ex-Governador do Estado.
.
Com o mesmo elenco de dubladores da AIC, os resultados obtidos pela Odil não tinham o mesmo nível de qualidade (embora a empresa tivesse realizado bons trabalhos como foi o caso da série animada "Os Flintstones").
.
 .
Na dublagem de estréia de Batman, o locutor tinha uma voz mais rouca, mais anasalada, mas a de Robin era a mesma que conhecemos hoje, de Rodnei Gomes (falecido em 2006). Comentava-se na ocasião ser a mesma voz de Little Joe (Michael Landon) em "Bonanza".
.
As Diferenças Odil x AIC
.
Coube à AIC dublar a segunda temporada de Batman e redublar a primeira. A terceira temporada foi dublada no final dos anos 60, início dos 70, pelo estúdio carioca TV Cine Som. 
.
O fato é que Batman estreou "pela primeira vez em cores" em 1973 e foi nessa ocasião que ficamos conhecendo a nova dublagem da AIC para a primeira fase do programa. Especula-se que a qualidade do primeiro trabalho não seria a ideal ou que algum problema técnico tenha impossibilitado a inserção da dublagem original no novo lote colorido de episódios.
.
 .
Vão aqui alguns detalhes entre essa dublagem esquecida e a tradicional da AIC, que muitos consideram como original:
.
• Na dublagem que hoje conhecemos, o episódio exibido inicialmente passou a se chamar "Descongelamento Instantâneo";
.
• O vilão interpretado por David Wayne no episódio "O 13º Chapéu" chamou-se Chapeleiro Maluco na dublagem original. Na versão que hoje conhecemos, foi batizado de Chapeleiro Louco;
.
• O vilão do episódio "Falso ou Verdadeiro" na dublagem original chamava-se Mil Faces. Na versão atual da AIC, é conhecido por Face Falsa;
.
• O episódio-piloto, segundo a versão original, intitula-se "Charada é uma Parada". Hoje o conhecemos como "Charada é uma Charada".
.

.
Curiosidades
.
Batman marcou a geração dos anos 60, mas, aos poucos, ficava cada vez mais evidente que, apesar de ser exibida em horário nobre, não era um programa feito para adultos.
.
Com relação aos vilões tradicionais da série, exibidos na antiga TV Paulista, com a primeira dublagem, sabe-se que:
.
• Logo após a estréia, o episódio exibido a seguir foi com o vilão Coringa (César Romero). Curiosamente, "The Joker is Wild" não teve o título traduzido pela dublagem da Odil Fono Brasil naquela oportunidade;
.
• O primeiro episódio exibido com o vilão Charada (Frank Gorshin) foi "Uma Charada Por Dia Afugenta um Charadista”;
.
• O primeiro episódio exibido com a vilã Mulher-Gato (Julie Newmar) foi “O Crime Perfeito”;
.
• O primeiro episódio exibido com o vilão Pinguim (Burgess Meredith) foi “O Pinguim Regenerado”;
.
 Segunda e Terceira Temporada
.
 A segunda temporada de Batman (1966 a 1967) nada apresentou de novo em relação a primeira. Por isso, a audiência teria caído demais nos Estados Unidos. Era comum entre os americanos na época ouvir-se dizer: "Batman, quem viu um, viu todos". Os produtores pensavam na ocasião em produzir uma versão feminina, numa série paralela.
.
Com a audiência de Batman caindo a olhos vistos, os produtores resolveram que a heroína Batgirl seria parte integrante do elenco de Batman na terceira temporada (1967 a 1968). O papel – originalmente destinado à Mary Ann Mobley – acabou caindo no colo de Yvonne Craig.
.
 .
Perto do final da terceira temporada, em 1968, a ABC divulgou cortes no orçamento e isso incluía para uma quarta temporada a eliminação do personagem Robin, tornando Batgirl parceira de Batman em tempo integral. Os produtores se posicionaram contra a ideia e a ABC tomou por iniciativa cancelar a série.
.
Algumas semanas depois, a Rede NBC manifestou interesse no projeto, propondo uma quarta temporada exatamente nos moldes iniciais lá de 1965. A Fox, no entanto, já havia demolido todos os cenários alguns dias antes. A NBC desistiu então da empreitada, visto que para reconstruir tudo seria necessário investir algo perto de 800 mil dólares.
.
Aqui no Brasil, a terceira temporada apresentou uma modificação no tocante a dublagem: a Fox decidiu enviar esse lote de episódios para o Rio de Janeiro, onde o mesmo foi dublado pela TV Cine Som, com sua ambientação sonora característica e com o locutor falando sob o efeito de eco.
.
O trabalho resultou aquém do desejado. Dentre as falhas dessa fase, podemos citar um episódio que é passado na fictícia Londinium e que possui três partes. Robin tem uma mesma voz na primeira e na terceira parte. Inexplicavelmente, outro dublador fez a voz de Robin na segunda parte.
.
Através dos Tempos
.
• No início dos anos 70, quando chegaram ao Brasil as primeiras cópias coloridas da série, muitas reprises surgiram sob o slogan "Pela primeira vez em cores".
.
• Com o passar dos anos, inúmeras foram as reprises de Batman em outras emissoras. Após sua saída da TV Globo, Batman passou pela TV Record (1969), TV Rio e TV Bandeirantes (1972). No início dos 90, Batman voltou pela TV Gazeta de São Paulo, pelo canal Fox (2000), Fox Kids (2003), FX (2005) e TCM (2004 e 2009) .
.
• A cor e o brilho das cópias originais de todos os 120 episódios da série foram recuperados em 1994 através de um processo de remasterização que - segundo comentários - teria deixado o som baixo e abafado.
.
No Cinema
.
Em 1966, após a conclusão da primeira temporada, foi produzido um longa para cinema, reunindo, de uma única vez, 4 vilões da série contra a famosa dupla dinâmica.
.
Os escolhidos foram: Burgess Meredith (Pinguim), Cesar Romero (Coringa), Frank Gorshin (Charada) e Lee Meriwether (Mulher-Gato). Vale dizer que a Mulher-Gato da TV era vivida pela atriz Julie Newmar. As razões da mesma não ter participado desse longa são controversas. Uns dizem que ela estava presa por contrato a outro trabalho e outros afirmam que ela sequer foi acionada para se manifestar a respeito. A dublagem de tal longa quando de sua estréia na TV aberta ficou a cargo da Peri Filmes Rio de Janeiro.
.
.
Conclusão
.
Com vários lançamentos ocorridos em DVD (e isso inclui as duas séries dos anos 40 e o longa cinematográfico dos 60) existiram por muitos anos pendências judiciais para que a clássica série produzida entre 1965 e 1968 fosse lançada em home vídeo  A bem da verdade, existiam problemas de direitos autorais, já que a série foi produzida pela Fox, mas a Warner adquiriu os direitos de produção do personagem quando começou a lançar seus filmes para o cinema nos anos 90. Não obstante a isso, restava equacionar também a remuneração dos herdeiros de profissionais que atuaram no programa (e isso inclui aqueles que abriam alguma janela de um prédio por onde a dupla dinâmica subia usando a famosa bat-corda).
.
No ano de 2014 tais pendências foram solucionadas. Em Julho a Warner anunciou o lançamento da série em home vídeo para o mês de Novembro. O lançamento no Brasil demorou em ser confirmado, mas acabou ocorrendo de forma simultânea com os EUA, com alguns poréns. O primeiro era que os brasileiros teriam apenas a versão em DVD, enquanto que para os americanos a série estaria sendo ofertada também em Blu-Ray. O segundo é que nem todos o episódios teriam a dublagem brasileira. Quanto a sair em Blu-Ray por aqui, sem chance. Mas com relação a dublagem o estrago foi mínimo visto que apenas uma história, composta de dois episódios, não teve seu áudio em condições de ser recuperado (os episódios são da segunda temporada: "Pinguim, O Candidato" e "O Ex-Candidato Pinguim").
.
O box lançado no Brasil contém todos os 120 episódios produzidos, material extra com três horas de duração, um guia de episódios e uma camiseta brinde com o símbolo de Batman estampado no peito.
.
.
Bob Kane serviu de consultor em todos os filmes que envolveram o personagem e isso inclui o "Batman" de 1989, "Batman Returns" de 1992, "Batman Forever" de 1995 e o "Batman e Robin" de 1997 (filmes onde atores como Michael Keaton, Val Kilmer e George Clooney vestiram a máscara do cavaleiro das trevas). Kane faleceu no dia 03 de Novembro de 1998, aos 83 anos de idade e por conta disso não viveu a mais recente fase do herói estrelado pelo ator Christian Bale.
.
Lewis Wilson, o Batman de 1943, nasceu em 28 de Janeiro de 1919. Faleceu aos 80 anos em 09 de Agosto de 2000. Deixou de atuar no ano de 1954. Foi casado com uma escritora e atriz chamada Dana, que o abandonou em 1959 para se casar com Albert R. Brocolli, o mesmo que a partir de 1962 passaria a produzir a série James Bond. Michael G. Wilson, filho de Dana Brocolli e Lewis Wilson, atuou por muitos anos na produção da série 007.
.
Douglas Croft, o Robin de 1943, nasceu em 12 de Agosto de 1926. Faleceu aos 37 anos em 24 de Outubro de 1963. Tinha 16 anos quando estrelou o seriado. Deixou de atuar no ano de 1947. Faleceu jovem e a causa de sua morte até hoje não foi divulgada
.
Robert Lowery, o Batman de 1949, nasceu em 17 de Outubro de 1913. Faleceu aos 58 anos, em 26 de Dezembro de 1971. Atuou em mais de 70 filmes, tendo deixado o meio artístico no ano de 1967.
.
John Duncan, o Robin de 1949, nasceu em 07 de Dezembro de 1923. Atuou no meio artístico até o ano de 1969. Além de possuir vários empreendimentos, fez aparições em convenções de HQs e programas de colecionadores mundo afora. Faleceu aos 92 anos, em 08 de Fevereiro de 2016.
.
Adam West nasceu em 19 de Setembro de 1928. Sempre atuou em filmes e como convidado em várias séries de televisão. Foi o escolhido para viver Batman em 1965, ganhando o papel do ator Lyle Waggoner (que depois estrelaria com sucesso nos anos 70 a série de TV "Mulher Maravilha"). Depois de Batman, West ficou marcado pelo personagem e por conta disso teve mais dificuldade para arrumar novos papéis. Nos últimos anos sua carreira passou por algumas variações até porque enveredou pelo campo da dublagem pelo fato de ter uma voz inconfundível. Recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood no dia 05 de Abril de 2012. Faleceu aos 88 anos, em 09 de Junho de 2017.
.
Burt Ward nasceu em 06 de Julho de 1945. Depois do encerramento da série em 1968, ficou muito difícil para ele conseguir outros trabalhos. Passou então a cuidar de outras celebridades, organizando clubes de fundos para escolas e hospitais. Em 1980 criou um programa de educação infantil. Em 1994 iniciou a criação de cães da raça Great Danes. Além disso, atua no como corretor no ramo imobiliário. Com pouca participação em filmes, participa eventualmente de eventos ligados ao personagem Batman.
.
Yvonne Craig nasceu em 16 de Maio de 1937. Na década de 50 integrou o corpo de dança do Ballet Russe de Monte Carlo. Estreou no cinema em 1959. Na década de 60 (sua melhor fase artística), atuou em dois filmes com Elvis Presley. Também apareceu em dois longas da série O Agente da UNCLE e no segundo filme do espião Derek Flint (interpretado por James Coburn). Depois de Batman, atuou em episódio da série Jornada nas Estrelas. Na década de 70 fez papéis secundários em TV até deixar o segmento para tornar-se produtora de espetáculos e empresária do ramo imobiliário. Faleceu aos 78 anos, em 17 de Agosto de 2015.
.
Batman - Abertura
.
.
Batman - Lançamento em DVD e Blu-Ray (EUA)
.
.
Lista de Episódios
.
1ª Temporada (Jan a Mai/1966)
.
001 – "Charada é uma Charada"
002 – "Destruído com um Soco"
003 – "Pingüim, o Ladrão de Casaca"
004 – "Pingüim Pega um Peixão"
005 – "The Joker is Wild"
006 – "Batman is Riled"
007 – "Descongelamento Instantâneo"
008 – "Rato Gosta de Queijo"
009 – "Zelda, a Maior"
010 – "Zelda Levou a Pior"
011 – "Uma Charada por Dia Aposenta um Charadista"
012 – "Quando os Ratos Estão Longe, os Camundongos Folgam"
013 – "O Décimo Terceiro Chapéu"
014 – "Batman Reage"
015 – "O Coringa Vai à Escola"
016 – "Um Adversário à Altura de um Medonho Bandido"
017 – "Falso ou Verdadeiro"
018 – "Corrida dos Ratos"
019 – "O Crime Perfeito"
020 – "Melhor Sorte na Próxima Vez"
021 – "O Pingüim Regenerado"
022 – "Desta Vez Ainda Não"
023 – "O Anel de Cera"
024 – "Baixa a Lenha Nele"
025 – "O Traça Traça um Ataque"
026 – "Gothan City Pega Fogo"
027 – "A Maldição De Tut"
028 – "A Arapuca"
029 – "O Traça-Traça o Massacre"
 030 – "Batman Dá Carta"
031 – "Morte em Câmera Lenta"
032 – "O Charada Dá Um Passo em Falso"
033 – "Inimigos de Águas Turvas"
034 – "Batman Arma o Cenário"
.
 2ª Temporada (Set/1966 a Mar/1967)
.
 035 – "Justiceiro de Araque"
036 – "O Arqueiro Flibusteiro"
037 – "Recém-Saída da Gleba"
038 – "A Mulher-Gato e o Violino"
039 – "A Derrota do Menestrel"
040 – "Rastro de Batman"
041 – "Mania de Tut"
042 – "A Caixa de Tut Fechou"
043 – "Mãe do Ano"
044 – "Mãe Parker"
045 – "Os Crimes Malucos do Rei Relógio"
046 – "O Rei Relógio Foi Coroado"
047 – "O Ovo"
048 – "O Ovo Gorou"
049 – "Dedos do Diabo"
050 – "Vibrações da Morte"
051 – "Pingüim, o Candidato"
052 – "O Ex-Candidato Pingüim"
053 – "Gelo Verde"
054 – "O Sr. Frio Descongelado"
055 – "Graça Sem Graça"
056 – "As Provocações do Coringa"
057 – "Márcia, Paraíso do Amor"
058 – "Chega de Diamantes"
059 – "Boche"
060 – "Meu Modo de Jogar é que Interessa"
061 – "O Ninho do Pingüim"
062 – "O Último Canto do Pássaro"
063 – "O Miado da Gata"
064 – "O Pássaro de Batman"
065 – "A Volta do Charada - 1ª Parte"
066 – "A Volta do Charada - 2ª Parte"
067 – "O Sr. Frio Ataca"
068 – "Ponto Bem Dado"
069 – "A Máscara Contaminada"
070 – "A Mancada do Chapeleiro"
071 – "Os Crimes do Zodíaco – 1ª Parte"
072 – "Os Crimes do Zodíaco – 2ª Parte"
073 – "Os Crimes do Zodíaco – 3ª Parte"
074 – "Ainda a Mulher-Gato"
075 – "Ainda a Mulher-Gato – 2ª Parte"
076 – "Pingüim, o Melhor Amigo da Mulher"
077 – "A Encenação do Pingüim"
078 – "Desastroso Final do Pingüim"
079 – "O Aniversário de Batman"
080 – "O Desafio do Charada"
081 – "A Última Gargalhada do Coringa"
082 – "O Epitáfio de Batman"
083 – "A Mulher-Gato Vai para o Colégio"
084 – "Batman Aplica Seus Conhecimentos"
085 – "Um Pouco de Ação"
086 – "Alegria de Batman"
087 – "O Golpe do Rei Tut"
088 – "O Waterloo de Batman"
089 – "A Viúva Negra Ataca Outra Vez"
090 – "Apanhados na Teia de Aranha"
091 – "A Arte do Coringa – 1ª Parte"
092 – "A Arte do Coringa – 2ª Parte"
093 – "O Sr. Frio"
094 – "A Dupla Reage"
.
 3ª Temporada (Set/1967 a Mar/1968)
.
 095 – "Batgirl Entra, o Pingüim Sai"
096 – "Charada Sem Graça"
097 – "O Canto da Sereia"
098 – "Esportes de Pingüins"
099 – "Um Cavalo de Outra Cor"
100 – "O Perverso Rei Tut"
101 – "Louie Lilás"
102 – "Cabeça-de-Ovo"
103 – "Um Dinossauro Pouco Pré-Histórico"
104 – "O Castigo do Coringa"
105 – "Roubos em Londinium"
106 – "Uma Idéia Desastrada"
107 – "A Torre Sangrenta"
108 – "Mulher-Gato, a Mulher Fatal"
109 – "Uma Dupla Terrível"
110 – "Felinos Desonestos"
111 – "O Truque da Mulher-Gato"
112 – "A Hora e a Vez de Louie Lilás"
113 – "O Clube do Outro Mundo"
114 – "Dia de Limpeza"
115 – "A Grande Fuga"
116 – "O Grande Roubo do Trem"
117 – "Uma Múmia Deste Mundo"
118 – "O Disco Voador do Coringa"
119 – "De Médico e Louco"
120 – "Sabedoria Demais Atrapalha"
.
.
.
.